Arte da Marinharia

  1. Fazer 8 (oito) nós, além dos comumente recomendados nos guias dos ramos.
  2. Fazer falcaças adequadas para os chicotes dos cabos em que estiver laborando.
  3. Fazer em papel machê, madeira ou massa de modelar, peças marítimas para aquários, quadros de nós, maquetes ou objetos de decoração.
  4. Explicar as definições conforme o livro ‘Arte Naval’: bitola, chicote, nós e voltas, alma, costuras, cabo solteiro, seio, engaiar, percintar, forrar, trincafiar, encapar ou emangueirar.
  5. Fazer ao menos 1 (um) trabalho de gaxetas, botões, redes, aboçaduras, percintar ou forrar, costuras mão ou de alça e ter noção de como são os demais.
  6. Fazer trabalhos com cabos no bastão de patrulha, com chaveiros, em corrimões ou outros locais da sua residência, canto de patrulha, embarcação, ou sede do Grupo Escoteiro, que tenham por objetivo embelezar ou fazer campanha financeira com as artes marinheiras.
  7. Confeccionar 3 (três) tipos de coxins.
  8. Embutir uma alma exposta ou uma defensa.
  9. Pesquisar e apresentar sobre o embasamento histórico da arte do marinheiro.
Níveis da Especialidade
Nível I 3 itens
Nível II 6 itens
Nível III 9 itens

O jovem tem a liberdade de escolher quaisquer itens para a conquista do nível que desejar, não sendo obrigatório seguir a ordem da numeração dos mesmos.