Aos 30 anos do Dia Mundial de Luta contra Aids, conheça a história da origem da data

1 dezembro 2018

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/escoteirosorg/public_html/beta/wp-content/themes/escoteiros-theme/single-noticias.php on line 18

No ano de 1987, no estado de Washington, nos Estados Unidos, aconteceu uma Conferência Internacional de Aids, para tratar assuntos pertinentes ao tema da doença. Nesta época a voz dos portadores do vírus HIV não era ouvida. Então, no mesmo dia da conferência, mais de 200 mil pessoas aproveitaram a ocasião e participaram de um ato para que fossem notadas. Neste dia, a ONG americana Act UP organizou, em frente ao Capitólio – sede do Congresso americano -, um grande mosaico de colchas de retalhos para homenagear as vítimas da Aids. Esse era só o começo de uma tradição que se estende até os dias atuais.

A partir de toda a movimentação nos EUA, dois oficiais de informação pública da OMS (Organização Mundial de Saúde) propuseram a criação do Dia Mundial de Luta contra a Aids. Com a ajuda do diretor do Programa Global sobre Aids a iniciativa vingou, e desde 1988, após deliberação da Assembleia Geral da ONU em parceria com a OMS, o dia 1º de dezembro recebe atos para o combate ao preconceito e ao estigma relacionados à Aids.

O Brasil tem se empenhado bastante nas ações de prevenção contra a doença e no tratamento de pacientes infectados. É estimado que 92% das pessoas infectadas conseguiram chegar ao estado em que o vírus seja indetectável. Pelo SUS – Sistema Único de Saúde, é fornecido aos pacientes meios de prevenção em toda a rede, e também todo o suporte necessário para o tratamento.

Ao celebrarmos 30 anos das primeiras ações de luta e conscientização sobre a doença, mais do que nunca sabemos dos perigos da falta de prevenção, e por isso devemos sempre nos engajar para que as informações sobre como a prevenção é importante cheguem a maior quantidade de pessoas, ainda mais com o objetivo de não marginalizar quem está em tratamento. Em 2018, o Ministério da Saúde lançou uma grande campanha colaborativa em que qualquer pessoa pode escrever mensagens e relatos, seja de luta ou apoio, e algumas destas mensagens serão escolhidas para, à exemplo da ação em 1987, formarem um grande mosaico que cobrirá a Esplanada dos Ministérios.

Para acompanhar os relatos e depoimentos durante a campanha, acesse o link https://www.diamundial30anos.com.br/.