Escotismo e Refugio

23 julho 2019

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/escoteirosorg/public_html/beta/wp-content/themes/escoteiros-theme/single-noticias.php on line 18

O processo de migração e refúgio expressa-se das mais variadas formas, desde de confrontos armados até instabilidade da manutenção da vida do indivíduo, ao longo dos anos todo o mundo vem adaptando-se a tal movimentação. E desde então, vimos constantes e incessantes movimentos de refugiados por diversos países, inclusive aqui no Brasil, um país que se mostra preocupado em reforçar e construir políticas de acolhimento a refugiados.

Atualmente o movimento mais presente é o dos venezuelanos, que cruzam as fronteiras Brasileiras, buscando afastar-se dos confrontos entre milícias e as forças do Estado em uma batalha pelo poder político do seu país de origem. Para além das expressões sociais e políticas, a saída forçada de seu espaço, acaba por gerar impactos também no que diz respeito aos aspectos emocionais, apresentando sinais como: desconfiança; solidão; medos; depressão; entre outros.

Alguns outros pontos puderam ser observados no acompanhamento do projeto Integra Roraima, tais como: experiência climática; Alimentação diversa, hábitos alimentares diferentes; Habitações provisórias nos centros de acolhimento; Novo idioma; Diferenças no processo de educação escolar, e vários outros que permeiam seus cotidianos.

Considerando os pontos apresentados, nós, Escoteiros do Brasil, assumimos a responsabilidade de levar para alguns desses jovens e seus familiares a prática do Escotismo, ofertando uma nova possibilidade em meio a um processo de tantas mudanças.

O projeto tem como ponto focal o atendimento por meio do escotismo em dois diferentes espaços, um deles em praça pública situada no município de Roraima e outra em um centro de acolhimento – Fraternidade sem Fronteiras, que no último mês muda de endereço para região mais central da cidade de Boa Vista- RR, facilitando acessos e oportunidades. Atualmente o projeto atende 40 crianças e conta com a colaboração de familiares e voluntários.

Scouting and Refuge

The process of migration and refuge arises in the most varied forms, from armed confrontations to maintenance’s instability of the individual’s life, over the years the whole world has been adapting to such movement. And since then, we have seen constant and incessant movements of refugees by various countries, including here on Brazil, a country that is concerned to reinforce and build policies to host refugees. Currently, the most present movement is of Venezuelans, who crosses Brasilian borders seeking to move away from clashes between militias and state forces in a battle for political power in their country. Besides the social and politicalexpressions, the forced exit of their place, ends up generating impacts on the emotional aspects too, presenting signs as: distrust; solitude; fear; depression; conduct disorders; among others.

Some other points could be observed on the Integra Roraima project, such as: Climate; Different food (eating habits had to adapt to the new country); Provisional housing in shelters; Different language; Differences in the school education process and orther aspects of routine.

Considering the points presented, we, Scouts of Brazil, assume the responsibility of taking to some of these young people and their families the practice of Scouting, offering a new possibility in this process of so many changes.

The project has as focal point the service through scouting in two different spaces: One in a public square located in the municipality of Roraima and another in a reception center – Fraternity without Borders, which in the last month changed address to a more central region, facilitating access and opportunities. Currently the project serves 40 children and has the collaboration of family and volunteers.